Notícias

Ministro incentiva espírito patriótico na Campanha "Um abraço solidário”

Ministro incentiva espírito patriótico na Campanha"Um abraço solidário”
O ministro das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social, Manuel Homem, deu início, neste sábado, oficialmente, à campanha "Abraço solidário, somos Angola", que visa, nos próximos três meses, recolher bens alimentares, roupa, calçados, medicamentos, materiais de construção, de biossegurança e de higiene, para as vítimas da seca, nas províncias do Cuando Cubango, Huíla e Cunene.
"Os órgãos de Comunicação Social e empresas do sector das TIC, manifestaram o interesse de organizar uma campanha solidária para ajudar a população afectada pela seca no Centro e Sul do país e nós decidimos abraçá-la, por se tratar de uma iniciativa de elevado espírito patriótico", disse Manuel Homem.
A campanha, que será desenvolvida num período de três meses em todo território nacional, decorre sob o lema ”Um Abraço Solidário Somos Angola” e visa promover a cidadania por via da participação social.
A propósito, o ministro das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social (MINTTICS), Manuel Homem, que disse que o ministério continuará a apoiar a acção, tendo em conta a dimensão do projecto que representa uma iniciativa de solidariedade e de espírito patriótico.
O ministro, que encabeçou uma delegação do Ministério das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social, que fez a entrega dos primeiros lotes de produtos diversos para acudir a população afectada pela seca, apelou à sociedade a juntar-se à campanha de recolha de donativos.
"O povo angolano sempre manifestou solidariedade, pelo que, nesta iniciativa, não será diferente, a julgar pelos indicadores que apontam para bons resultados", acrescentou.
Sebastião Lino, coordenador da iniciativa, disse que a campanha decorre há três dias e já foram recolhidos perto de 100 toneladas de produtos diversos, com destaque para materiais de higiene, de construção civil, produtos de limpeza e material de biossegurança.
Os donativos podem ser entregues no campo de jogos Manuel Berenguel, afecto à Rádio Nacional de Angola, em Luanda, no Centro de Produção da Televisão Pública de Angola, no Camama, bem como nas delegações provinciais da RNA, da TPA e Correios de Angola.


Voltar